Antes nunca do que tarde

E o Falta de Esculhambação está de volta, após um ligeiro recesso de quatro meses.

Peço a todos os meus três leitores¹ que eventuais e-mails de protesto, telefonemas desaforados e cartas-bomba queixando-se pela falta de novos textos sejam encaminhados ao editor do blog, a quem dei total liberdade para, na minha ausência, contratar João Ubaldo Ribeiro para manter as atualizações em dia.

Voltamos agora à nossa programação normal.
_________
¹ Em razão da breve suspensão das atividades, o número de abnegados que acompanham o blog caiu drasticamente, de modo que a estimativa de três leitores inclui a mim mesmo e está arredondada para cima. Doravante, nossa meta será regressar aos áureos tempos em que o Falta de Esculhambação possuía a notável marca de cinco leitores.